O poder do Marketing Político Digital em 2016

O poder do Marketing Político Digital em 2016

O cenário das comunicações foi mudado completamente com a intensa interferência da tecnologia, gerando novos e revolucionários meios. Vivemos num momento de crise política, porém não devemos esquecer que 2016 teremos eleição e, mais uma vez, a chance de mudar o rumo de muitas cidades e repensar o jeito de se fazer campanhas, de se discutir política, de se fazer marketing político na internet.

Você já tem uma estratégia de marketing político digital para 2016?

Essa definição não precisa ser complexa, mas deve ser clara e fazer sentido tanto na web como para a sua campanha como um todo. Você tem que desenvolver um plano para um campo tão vasto e cheio de inovações, com novas tendências e novos produtos surgindo a cada instante. A internet não é apenas mais uma meio, é a mídia que pode mudar o rumo da sua campanha. Ela integra diversas mídias, possui audiência, segmenta públicos, gera resultados. Além disso, a internet mudou a forma de você se relacionar, é um novo mundo de possibilidades que se abre, é o que chamamos de Marketing Político Digital.

Os políticos que já conseguiram se articular com as novas comunicações estão com um posicionamento estrategicamente muito vantajoso, sem dúvidas. A boa notícia para quem estar concorrendo é que a grande maioria não tem um plano digital. Ou seja, é uma oportunidade do momento. As comunicações digitais não entraram nas prioridades de muitos políticos, o que deve ser uma excelente novidade para você que pretende ocupar esse espaço tão valioso na disputa pelo poder.

A oportunidade para você organizar seu plano digital é agora!

Agora é a hora de você montar um arsenal suficiente para não ter que fazer nada improvisado, não ficar perdido sem saber o que realmente está fazendo na internet. Você precisa do básico para lhe dar sustentação afim de projetar sua imagem com tudo que a internet pode lhe dar. Aí que entra a força do marketing político digital.

O marketing digital abriu as portas para o político construir comunidades, aumentar seus seguidores e mobilizar potenciais eleitores – através da mídia social, de suas plataformas, site, blogs, com estratégias específicas voltadas ao mundo digital, ao eleitor conectado. As eleições de 2012 e 2014 já mostram o poder dessas mídias e a necessidade de ter uma presença eletrônica para promover a sua posição sobre uma série de questões críticas. Sem dúvidas é um mundo de oportunidades.

Tudo indica que em 2016 teremos a eleição mais focada em propostas que já vimos até hoje. É aí que vai entrar a força do conteúdo. Não adianta apenas o horário do programa político, carro de som e santinhos… Nem adianta querer acreditar que ter site e canal em redes sociais é estar fazendo marketing político digital. É muito mais que isso.

O eleitor mudou. A comunicação mudou. É preciso repensar o jeito de se fazer campanha política na web. É preciso tirar o foco das ofensas e difamações. É preciso aprender a gerar conteúdo relevante! É preciso conversar, é preciso gerar conteúdo, é preciso atrair, relacionar, envolver, inspirar. Conversas no Facebook, Twitter, YouTube, WhatsApp têm crescido e sido mais um meio de muita possibilidade no relacionamento com seu público. A experiência de candidatos com tecnologia com guerrilha viral, conteúdos e vídeos em canais digitais, marcou definitivamente suas presenças muito mais ativas, implantadas em todos os canais possíveis de interagir com o público-alvo.

Tem muita novidade surgindo, e o povo não vai mais cair no velho discurso.

A dinâmica da web tem mudado todo o jogo. O “xadrez” mudou, então mude as jogadas! Não faltam opções! Com o marketing político digital o jogo é diferente. É muito mais! No marketing político digital você deve querer servir às necessidades da comunidade, principalmente onde ela não está sendo ouvida, questões que não estavam sendo tratadas por moradores e lideranças locais. Tudo isso com uma pitada de inovação, de originalidade, é receita muito provável de sucesso.

É preciso descobrir como gerar o conteúdo certo, entender a dinâmica do marketing de conteúdo, do Inbound Marketing, conhecer o jeito certo de se fazer email marketing, construção de lista, vídeo-marketing, relacionamento, segmentação de público, construção de uma equipe digital, definição de estratégias, monitoramento e análises… Esses são um conjunto de estratégias que quando orquestradas da maneira correta podem dar um salto surpreendente na sua campanha!

Você que pretende construir um projeto político deve organizar essa importante frente de sua campanha na internet. É essencial fazer as coisas certas agora para ajudar com vigor seu projeto de ser eleito em 2016. Defina seu discurso, seu público, seus nichos, planeje seu conteúdo, faça relacionamento com sua audiência e monitore. Não deixe para depois o que você pode fazer agora.

No momento que for dada a largada da campanha oficial, você já estará em processo de campanha, suas estratégias já estarão em andamento. Agora você tem uma grande coisa em seu favor, você tem o tempo. Comece já e não deixe para depois! A internet cresce muito, mas precisa de tempo para isso. O planejamento é seu maior aliado e é fundamental que você e sua equipe estejam preparados para a guerra. Plante com antecipação, monte suas plataforma, crie seus canais segmentados e não deixe de fazer algo diariamente. Você verá que pode fazer muito mais do que a mídia tradicional, acredite! O importante é levar a sério e não perder a oportunidade de usar o poder do marketing político digital!